Brasília / DF - sábado, 22 de setembro de 2018

Procedimentos em Estética Genital

1.         

 

*LABIOPLASTIA REDUTORA (A LASER):

É o procedimento que reconstrói os pequenos lábios que se apresentam aumentados, longos e assimétricos.

 

*PERINEOPLASTIA:

Cirurgia rotineiramente realizada pelos ginecologistas para diminuição do introito vaginal(períneo) que se encontra alargada, geralmente após partos naturais.

 

*BIOPLASTIA GENITAL:

Os grandes lábios frequentemente perdem volume com idade e perda de peso produzindo uma aparência com folga e enrugamento da pele sobrejacente. Na maioria dos pacientes, estas alterações podem ser tratadas através de bioplastia(preenchedores)

 

*REJUVENESCIMENTO VAGINAL:

A genitália feminina passa por modificações constantes a todo tempo, seja por uso de medicamentos, gravidez, obesidade, cirurgias vaginais, envelhecimento natural.

Procedimentos a laser que melhoram o aspecto externo e outras técnicas que melhoram as dimensões vaginais refazem a harmonia intima feminina.

 

  

* CLITEROPLASTIA:

É a cirurgia plástica do clitoris.

A remoção ou o descolamento do prepúcio(capuz do clitoris), muitas vezes exuberante para conseqüente exposição maior da glande do clitóris pode permitir um maior contato e fricção durante o ato sexual.

 

 

* PEELING GENITAL:

São realizados com a finalidade de reverter o procedimento de  envelhecimento, escurecimento e pigmentação da área genital.

Peeling, significa, esfoliar, descamar e são procedimentos estéticos que promovem renovação da pele, melhorando a elasticidade, a hidratação e aumentando a produção de colágeno.

 

 

*REDUÇÃO DO MONTE PÚBICO :

O Monte Púbico está localizado abaixo do abdome e acima do púbis(abaixo da cicatriz de cesárea) e pode apresentar abaulamento evidente devido a gordura nessa região.  Técnicas de lipoaspiração a laser ou intradermoterapia reduz esse abaulamento deixando o Monte Púbico mais plano e discreto.         

 

 

*AUMENTO DO PONTO G:

Essa cirurgia na verdade não visa corrigir uma alteração estética da região vaginal, mas tem o intuito de proporcionar um aumento na intensidade e volume do orgasmo vaginal, em mulheres sexualmente ativas. Segundo estudo realizado nos Estados Unidos, 87% das mulheres que passaram pelo procedimento, relataram aumento na frequencia e intensidade do orgasmo vaginal.